Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

Pedindo desculpas. Pronto. A propósito: "Tem trem?"

Ou melhor, não pedindo.

Porque depois ainda me dizem que elas - as desculpas - se evitam, e não se pedem, e blá, blá, blá.

 

Pronto.

 

Tenho estado ausente. Tenho.

E cansada. Também.

Ainda hoje alguém me dizia: "Como eu gostava de ter uma «vidinha» e ter tempo para me queixar dela..."

Macacos me mordam - desculpem a expressão, mas é que eu não gosto nada de ser mordida -  se eu não hei-de resolver ter uma "vidinha" com tempo.

Sem me queixar. Para viver. Só.

E aconselhar o mesmo, aos meus próximos e aos mais longínquos que me queiram dar ouvidos

Hei-de. Hei-de. Hei-de.

Três vezes.

(Como convém a uma tresgues.)

 

Pronto.

 

Já desabafei.

Mas, nem me sinto melhor, nem pior.

Comigo é assim.

Essa coisa do desabafar, funciona pouco bem comigo.

Aliás, cansa-me desabafar.

E, normalmente, nas alturas em que as pessoas normais mais precisam, são as alturas em que eu estou mais cansada e mais preciso... de descansar.

E é nesse sossego que encontro a minha paz de espírito.

A minha anormal... vida normal. Pelos vistos.

Assim sendo, e também pelos vistos, sou uma pessoa que tenho muito para dar. 

A mim própria. 

O que já não é nada mau.

E é neste sossego que vou buscar - ao meu núcleo - novas energias.

Porque, como diz Mário de Carvalho em "A arte de morrer longe" : Mas a solidão aquietada que compraz a certas almas, das que têm algo para dar a si próprias, nem sempre agrada a outras, que precisam de ser estimuladas de fora, por não fabricarem energia no seu núcleo.

 

Pronto.

 

Li isto e apontei logo.

Toma e vai buscar.

 

Pronto.

 

A propósito, onde é que li o livro?

Ontem no aeroporto. À entrada para o avião. No avião. À saída do avião.

Mais uma vez, o espaço aéreo francês estava de greve.

Mais uma vez, fui dar a volta por cima.

Da França.

É sempre bom dar a volta por cima.

Da França.

E não só.

Mas demora muito mais tempo.

Mas se não desse a volta por cima... não chegava cá.

Onde queria - e gostava de - chegar.

 

Pronto.

 

A propósito de aeroporto.

Ontem, no aeroporto de Frankfurt, à saída, dois brasileiros à minha frente:

- Tem trem?

Resposta:

- Tem trem, tem!

 

Ai tem, tem.

Leu em voz alta?

Ainda bem.

 

Pronto.

 

Bom fim-de-semana.

 

 

PS: A viagem correu bem. Obrigada.

 

publicado por tresgues às 11:10
link do post | comentar
comentários:
De Anónimo a 28 de Maio de 2010 às 23:09
Ainda bem que chegaste bem!!
Beijos para Vocês.
Queixar? O que é isso?
Essa palavra também não está no meu dicionário...
Bom fim-de-semana.
De tresgues a 29 de Maio de 2010 às 16:25
Pronto.
Já nos queixámos... que não nos queixamos! ;)
Danken.
De Traquinasmother a 30 de Maio de 2010 às 14:55
De tresgues a 31 de Maio de 2010 às 10:20

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds