Quinta-feira, 31 de Março de 2011

Arte urbana

À fartazana. Como diria o meu pai. Ou seja, arte do português Alexandre Farto que, aos treze anos, se iniciou na pintura de muros e de comboios na margem sul do Tejo. Hoje usa as paredes velhas para fazer as suas obras.

Não conhecia mas fiquei fã através da notícia do Sol e das imagens da BBC.

O seu site alexandrefarto.com elucida-nos mais um pouco.

Seria caso para dizer: o que é português é bom.

Mas só digo: o que é português é muito bom.

Muito bom.

PS:Fez-me lembrar uma das muitas bestiais ideias aqui da minha pessoa. É claro que só me comparo com os bons. Claro. Como diria a minha avó... 

publicado por tresgues às 09:38
link do post | comentar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds