Segunda-feira, 25 de Abril de 2011

Abril traído

«O que resta de Abril? Muito pouco, quase nada.

Agora que a liberdade se traduz na liberdade da burguesia enriquecer e do proletariado vegetar, e que o pluralismo partidário degenerou na concorrência de camarilhas pela administração do poder, é cada vez mais difícil encontrar quem leve a sério a genuidade desta democracia.»

(In Abril Traído, Francisco Martins Rodrigues, Edições Dinossauro, 1999.)

 

Abril traído...

Mesmo que traído, este é um dos casos em que não aconselho o divórcio.

Antes pelo contrário.

Mas que necessitamos de um bom conselheiro matrimonial...

Não restam dúvidas.

25 de Abril, sempre.

publicado por tresgues às 09:32
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds