Terça-feira, 17 de Maio de 2011

De novo a poesia

Ontem houve aqui um poema?

Hoje há outro.

Nada melhor para nos distrair - depois de uma boa tradução do grande memorando da Troika em Aventar, que um bom, pequeno e espectacular poema de Jorge de Sena.

E porque não um quadro de Matisse?

(ler o memorando não me deixou mais culta. fez-me fugir depressa para outras paragens.) 

 

Acção de Graças
Às vezes, com a minha filha no chão junto de mim,
fecho os olhos numa acção de graças...
 
Mas logo ela galreia,
nem isso me consente.
 
E regresso um pouco triste a uma alegria imensa.
 
Jorge de Sena (1950)
(enviado pela fifi. obrigada.)
publicado por tresgues às 10:16
link do post | comentar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds