Sábado, 21 de Maio de 2011

As escolhas de tresgues

1 - Olhe, está proibido de fazer as seguintes operações diárias, ou não - que talvez até aprecie em demasia, ou não - sob pena de se arriscar a uma percentagem significativa de correr risco de AVC. Quem o afirma são investigadores de University Medical Center, em Utrecht. Assim temos:

  • Café 10,6%
  • Exercícios vigorosos 7,9%
  • Assoar o nariz 5,4%
  • Sexo 4,3%
  • Se esforçar para defecar 3,6%
  • Refrigerantes 3,5%
  • Se assustar 2,7%
  • Se irritar 1,3%

Olhe, eu cá, estou mais ou menos a salvo. Não sou ranhosa, assusto-me muito pouco, não preciso de me esforçar muito em certas actividades começadas por defe e acabadas em car, gosto muito mais de um copito... de água, afasto-me para não me irritar (se não irritava-me) e quanto ao resto é tudo muito moderado e de acordo com a idade em que me encontro. E mais não digo.  Olhe, cuide de si. Pela sua saúde. (Sinceramente. Uma pessoa nunca está bem.)

 

2 - Mas olhe, espere lá. Não se vá embora. Tenho a solução. A seguir a esforçar-se em actividades começadas por defe e acabadas em ar, ou a irritar-se... por exemplo, beba este sumo de sete frutas que investigadores franceses aconselham após terem experimentado o seu efeito em... porcos. (Uma pessoa ... que é mesmo pessoa... nunca está bem.)

 

3 - Olhe, olhe, mas só mais um bocadinho. Não quer experimentar aquele sumo? Não lhe apetece. Muito bem. Percebo muito bem. E há sempre remédio para tudo. Claro que sim. Coma, beba e desfrute de um bom chocolate - principalmente negro - que segundo outros cientistas, até são mais saudáveis do que muitos sumos de fruta. Quem é amigo? (Uns cientistas mais do que outros.)

 

4 - Olhe, sabe? Às vezes fico espantada com tamanha sabedoria dos cientistas, isto é, com conclusões que nunca na vida passavam pela cabeça do meu rosicolor (meu pássaro colorido). Acho eu. E estou à vontade para falar sobre eles. Dos cientistas. E dos rosicolores. Sou muito amiga deles e da família de ambos. São os meus fifis mais lindos. Então quem é que nos havia de dizer que se houvesse um tsunami em Lisboa morreriam mais do dobro das pessoas durante o dia do que durante a noite? Eh pá, há coisas - mais do que irem para lá do arco da Rua Augusta como no tsumani de 1755 - vão para lá do arco da velha.

 

5 - E sabia que de casado em casado (em casado...), lá se vai andando? - achei graça a este comentário acerca dos relacionamentos de Cinha Jardim. Diz ela que não importa não se poder casar com seus namorados casados porque "É tudo uma questão de papel, porque o que importa é o amor e o respeito." E não é que já ouvi de três mulheres diferentes, em alturas diferentes (e quase zangadas!), dizerem o seguinte - e passo a citar: 1) "Por que não? Qual é o problema?"; 2) "Se a gente respeitar a mulher dele..."; e 3) "Depois de saber o que sei, prefiro ser a amante. Mulher nunca mais!" Só para avisar que estas três mulheres praticam ou já praticaram aquilo que defendem. Portanto, sabem do que falam. E há coisas do arco da velha. E há mulheres mais investigadoras do que outras. Mais cientistas, digamos. E depois têm conclusões. Com base nos resultados. Ponto final. Neste assunto.

 

6 - Director de escola sisudo, dança no refeitório perante espanto dos alunos e é notícia com vídeo de sucesso no youtube. Conclusão: é assim. A dança faz destas coisas.

 

7 - E já agora, sabia que só uma pessoa pode mudar o seu próprio mundo? Mas tem de arriscar. Pode ouvir críticas. Mas vai sentir-se tão bem! Se for essa a sua convicção. Tudo isto, a propósito de um garoto de doze anos que resolveu usar saias - com vídeo. Continuo a não entender a razão dessa descriminação, muitas vezes por parte de homens que até poderiam gostar. Eles nunca experimentaram. Conclusões com base em que resultados? E chamem-me o que quiserem. Se bem me lembro, as mulheres também já foram descriminadas por usar calças. Oh, oh!!! Lembro-me bem do que diziam de uma vizinha minha. Poucos anos depois tornou-se banal. E como eu gosto de usar calças de inverno e saias de verão! Portanto, parabéns, miúdo.  

 

8 - Olhe, olhe - eu já me vou embora é só mais um bocadinho - também é daqueles dois terços de pessoas que acha que fazia melhor do que o seu chefe? Se calhar até tem razão. Mas sabe, e isto só para si meu senhor, tenho cá para mim que se tivesse um patrão como o da empresa Munich Re. talvez tivesse outras conclusões. Com base nos resultados das recompensas festivas de 2007. Mais propriamente (se não lhe apetece clicar no link), orgias daquelas que nem lhe conto nem lhe digo. 

 

E hoje pelas oito escolhas me fico porque acho que é um número que me dá sorte, sem que essa conclusão seja baseado em qualquer facto real. Peço desculpa pelas escolhas andarem tão fora de prazo, quer em assiduidade, quer no dia, que costuma ser às sextas. (mas uma pessoa nunca está bem e a vida é assim mesmo e um dia agora e outro logo a seguir porque eu não gosto daquela coisa de "um dia de cada vez" - acho piroso - mas a falta de ontem foi por uma boa causa e a conclusão foi feita com base nos resultados obtidos sempre mas uma pessoa nunca está bem não acho piroso. e estas frases são o reflexo.)

 

Bom fim-de-semana. 

publicado por tresgues às 09:08
link do post | comentar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds