Terça-feira, 5 de Junho de 2012

As moscas também gostam de sair à noite

Após sabermos que ratos paraplégicos voltam a andar, (Classificação: Muito bom) resultado de um estudo de cinco anos na Universidade de Lausanne, Suíça, e que há lagartos cegos e sem pernas (Bom) nas montanhas do Cambodja, ficamos a saber que as moscas do quintal da tresgues (Excelente) também saem à noite, sendo, por conseguinte, consideradas por muito boa gente umas "gandas malucas", o que augura um futuro muito mais risonho para a dona daquele quintal/jardim/cantinho

Sabe-se agora - e na continuação do estudo que tem vindo a ser realizado desde 2009, na tentativa de se comprovar que as moscas do quintal da tresgues são, na realidade, "burras ou um bocadinho ceguetas" e qual a razão dessa situação - que aquelas moscas que entram durante os dias de calor pelas janelas adentro, aquando do arejamento da casa, são as mesmas que, quando chega a noite, voltam a sair pelo mesmo sítio por onde entraram.

O resultado desta conclusão foi, como muita vez acontece em verdadeira ciência (como é o caso), descoberto por... acaso.

 

 

Verificou-se que, nos dias em que não havia tempo para andar de mata-moscas na mão - uma vez que não se pode utilizar o spray que as extermina por motivos que se prendem com a utilização daquela casa por um "fifi-rosicolor-pássaro" - as moscas, mesmo rente à noite, quando em casa já está escuro e a luz é a que se vislumbra da rua, dirigem-se em massa, em fila ou massivamente para os vidros das janelas, como se estivessem à espera da abertura das portas de um qualquer Rock in Rio para assistir a um qualquer Adam Levin ou mesmo a um Stevie Wonder. Foi então que se fez luz na cabeça de tão ilustre cientista e "Eureka" ou "Uau" (a investigadora não é esquisita quanto à abordagem e/ou utilização destes termos), formulou a seguinte hipótese: E se lhes abrirmos as janelas à noite, elas sairão todas? Utilizaram-se os métodos mais eficazes que actualmente existem para desenvolver aquela hipótese, que é o que se chama, literalmente, pôr mãos à obra e abrir as janelas de par em par e esperar... para ver o que acontece. Aconteceu. Em breves minutos saiu tudo para a rua, com excepção de uma mosca.

 

O resultado foi surpreendente.

Os estudos vão continuar, procurando saber se o facto de uma das moscas não ter saído se deve:

1) Aos poucos minutos em que a janela esteve aberta ;

2) À timidez daquela mosca em relação ao escuro da noite:

3) À falta de sociabilização da mesma com os seus pares (de moscas);

Procurar-se-á, ainda, investigar se a saída compulsiva de deve ao facto de:

1) Estar uma noite muito agradável para saídas;

2) Se ouvir plenamente bem a música que vinha de uma festa que se realizava perto do quintal/jardim/cantinho da tresgues.

De qualquer modo, o resultado do presente estudo encheu de alegria, e esperança no futuro, a famosa investigadora que passará a não se preocupar tanto com uma questão que a tornava solenemente irritante e indisposta (sendo ela uma pessoa bem disposta e extremanente simpática). 

Sublinhe-se ainda que o método utizado na investigação não mata qualquer ser animal, nem moscal (aquilo são mais do animais!), nem se dá uso aos sprays poluidores dos ambientes (por aí à solta).

 

As moscas entram de dia na sua casa? Entram.

À noite, abra-lhes a janela (com a casa às escuras) e elas sairão.

Relembra-se que todo o estudo foi realizado a pensar nas pessoas que acham as redes anti-moscas pouco decorativas de janelas e pensando no vento que desvia cortinas, cortinados e afins, abrindo brechas para a entrada do referido moscal. 

O estudo que, refira-se e sublinhe-se, é português e será - logo que algum painel de doctors lhe dê o devido valor - publicado na prestigiada revista científica, do costume: Science Fly and so on.

(Não conhece tal revista? Há uma falta de cultura generalizada e... acerca do...)

 

À semelhança de outros anos, a investigadora aceita colaboração com colegas do resto do país e do mundo. 

 

Boa semana para todos e um bom dia mundial do ambiente.

publicado por tresgues às 09:46
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds