Sábado, 18 de Agosto de 2012

18 de Agosto

Sou feliz, assim, agora

 

Eu já fiz muitos poemas

Poemas de toda a raça

Uns rimando, outros sem rima

Uns por fúria, outros por graça

 

É um prazer fazer versos

Versos que nos venham à cabeça

Porque o dia nos correu mal

Ou, então, nos apeteça

 

Todo o verso tem uma história

Seja mais linda ou mais feia

E por feia que ela seja

Nunca a beleza lhe é alheia

 

Estes versos que agora escrevo

Também têm a sua história

História de falta e de fúria

Que me faz feliz, assim, agora!

 

(AF)

 

 

 Porque é, de novo, 18 de Agosto.

publicado por tresgues às 10:35
link do post | comentar
comentários:
De loengo a 26 de Agosto de 2012 às 22:14
Gosto muito.
De tresgues a 27 de Agosto de 2012 às 09:13
Escrito entre os 16, 17 anos (não por mim) e guardado ali num caderninho (por mim). ;)

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds