Quinta-feira, 8 de Agosto de 2013

Sabe tão bem desmentir mortes

Quer seja a nossa, quer seja a dos outros.

Neste caso, foi a própria: "Eles esperam a minha morte. Em vão. Estou vivo e bem." E é bom, quando assim é. Também já me aconteceram peripécias assim, como referi aqui, no ponto cinco . E, há pouco tempo, e já por duas vezes, aconteceu com o Fifi - meu rosicolor "mai lindo".

Mas, para que conste, o Fifi não morreu. Está bem, muito obrigada.

 

A primeira vez foi menos grave,

Sem explicação, porque não havia vento, o toldo que o protege do Sol fechou-se e o calor, lá dentro, aumentou. Eu demorei mais do que esperava. Malditas finanças. Malditas filas. Entro em casa e ele não me fala (pia) como de costume. Está já com dificuldade em respirar. Rapidamente, meia assustada (nunca tinha acontecido), levo-o a tomar um rico banho de cachoeira, ponho-o ao fresco e à sombra e tudo voltou ao normal num instante.

A segunda vez, aconteceu no sábado passado, dentro do carro, ali perto do Chiado. Foi grave. O carro ficou à sombra, a janela meia aberta, com um senhor conhecido a tomar conta do assunto. Também demorei mais do que costume. Quando chego, diz-me o senhor: "Olhe que o pássaro está caído no chão!..."

E tudo se passou em dois minutos, com toda a rua a ajudar. O senhor, eu, a filha, o senhor do restaurante em frente que, mesmo fechado, nos abriu a porta para que o refrescássemos. Desta vez, como estava tão mal, tive de o agarrar (oh, meu Deus, isso não, beijinhos na dona, sim, agarrarem-me, não"). Fui bem mordida (graças a Deus, ele ainda tinha forças para isso, pensei), gritei de dor, mas não o larguei. Ao querer livrar-se, ficou sem rabo. Deve ter sido. Eu não vi. Porque as penas ficaram lá e ele não o tem. Molho-o "numa cachoeira" do restaurante, ele já mal respirava. Como fazia vento (olha se não fizesse!) ficou um bocadinho em cima da capota do carro. Mas nem conseguia endireitar-se. Sempre deitado. Agarrei nele. Iniciámos viagem (estava a fazer-se tarde), ligámos o ar condicionado. Agarrei-o bem, fazendo-lhe festinhas (q´horror!) mas, assim que pôde, meio a cambalear, foi pendurar-se no cinto de segurança porque, "morrer, sim, mas com dignidade! Nada de mariquices com festas da dona. Só eu é que lhe posso fazer festas!" Haja Deus. Vê-se bem que não foi educado por mim...

Resumindo: Dois dias sem falar, pouco comer, pouco beber e, principalmente (eu até julgava que ele tinha ficado surdo), não me responder, não me olhar de frente, voltar a cara quando lhe falava, voltar-me as costas quando me dirigia à gaiola... e, depois, conforme ia tendo mais forças, querer picar-me, zangado, quando lhe dava umas folhas de oliveira que ele tanto gosta de debicar. Interpretem como quiserem. Foi obra.

Nem imagino o que será quando acontece o mesmo com uma criança que fica dentro do carro, como já tem acontecido.

Porque o levo? Se demoro muito tempo fora de casa, ou fica entregue a alguém ou levo-o, e ele até gosta. Porque aconteceu desta vez, não sei. Foram já tantas as vezes que o levo comigo. Com calor, com frio... Estará a ficar mais velho? Não sei! Mas que tem uma personalidade do caraças... ou um mau feitio daqueles, ninguém duvida! Deve ser por isso que já está no seu quase perfeito quotidiano. Sem rabo, sim! Mas vivo! O rabo logo cresce. Ele já voa. Já vem para o meu ombro (embora de cara voltada para trás). Hoje já tomou banho "de cachoeira" por sua livre iniciativa. Sim! Que isso é muito importante. E, ontem, já jantou coentros na maior das alegrias! Mas falar, falar bem? Só ao telefone com a outra Fifi.

E foi isto.

Podia ter morrido. Ali. Ou aqui:

 

Mas sabe tão bem desmentir mortes.

E, se não há duas sem três... posso estar descansada.

(Eu sei! Estou a brincar. Vou estar atenta. Aliás, como sempre.) ;(

Boa continuação!

publicado por tresgues às 14:59
link do post | comentar
comentários:
De Margarida a 8 de Agosto de 2013 às 17:06
O teu Fifi é o máximo! Mesmo sem o conhecer adoro-o!
De tresgues a 9 de Agosto de 2013 às 09:47
Por acaso é!
E tivemos um susto daqueles. Mas já passou.;)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds