Quarta-feira, 14 de Agosto de 2013

Comer Haagen-Dazs e ver estrelas

Não é comer Hageen-Dazs debaixo das estrelas. Não. Nem é o mesmo que comer Hageen-Dazs às estrelas. Não!

Já há cinco anos vos tinha falado deste meu gosto.

Pois. Continua, sim senhores. E, sim senhoras. Acontece que, há cinco anos, eu era mais nova (nem sei porque razão) e, por isso, nunca me aconteceu comer Haagen-Dazs e ver estrelas.

Eu explico.

Hoje só tinha um resto de Haagen-Dazs de chocolate, pralines e caramel.

Como de costume, porque acho um crime que dure tão pouco tempo, faço-o render com outros ingredientes. Hoje juntei três bolachas Marias partidinhas aos bocadinhos e, como de costume, olho para cima da bancada da cozinha e vejo um frasco de vidro, daqueles já vazios, que aproveito do café Tofina (mais publicidade, mas o pessoal até merece) para pôr algumas frutas secas, e resolvo deitar por cima da mistura do Hageen-Dazs e da bolacha Maria aqueles bocadinhos de amêndoa ralada que ali estavam e que também costumo pôr por cima "da coisa" e que fica... (Nem digo como fica para não vos estar a fazer gastar tanta água na boca, que também está bem cara.)

Ah! Falta dizer que a minha casa é muito fresquinha e, eu, para que assim continue, nestes dias mais quentes, não abro mais do que uma janela. E ando muito bem assim. A falta de luz nunca foi, para mim, um problema. Já luz a mais, sim. Por isso não saio de casa sem os meus óculos escuros que, por acaso, perdi há pouco tempo, e ainda estou à espera dos novos. Adiante.

Começo a deliciar-me, meio às escuras portanto, e dou por mim a demorar mais tempo do que o normal a trincar os bocadinhos de amêndoa ralada que estavam por cima. Trinco, trinco, volto a trincar e a roer e acho que aquele bocadinho de amêndoa é mais duro do que o costume. Continuo, porque a "refeição" é demasiado boa para parar e pensar em coisas que não atrasam nem adiantam a vida de uma pessoa. E penso "deve ter sido alguma amêndoa mais torrada em exagero". Continuo na "delícia, delícia, nossa, assim você me mata"... e volta a acontecer ter de trincar, roer, roer, trincar, por esta ordem. E não só. Já é demais, bolas. Mas "quem será, mas quem será o pai da... questão, eu sei lá, sei lá"...  Resolvo que tenho de saber. Tiro os óculos, que sem eles vejo melhor ao pé, chego-me junto à janela, retiro da boca o bocadinho de amêndoa que me está a dar tanto trabalho e o que vislumbro?

Uma estrelinha!

Isso mesmo.

Também costumo usar os frasco usados da Tofina para lá colocar a massinha para a sopa, neste caso as "estrelinhas". E, neste caso, esqueci-me que até é Verão (lá está, tenho uma casa fresquinha) e que nesta altura do ano todos os frascos de frutos secos vão para o frigorífico.

E eis a questão. Qual questão? Nenhuma. Continuei a comer o meu Hageen-Dazs que, evidentemente, não se podia deitar fora. A comer Haagen-Dazs e a ver estrelas. A cada colherada.

Não foi um dia destes que houve aquela chuva de estrelas bem visível? Pois, mas diz que  a chuva de estrelas continua até ao dia 24 de Agosto. Faz sentido.

 

Bom feriado.     

publicado por tresgues às 15:47
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds