Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

"Alemanhices" - kein problem!

Ontem - Ao levar as garrafas de plástico vazias para deitar na máquina de reciclagem do super - que nos devolve o dinheiro devido (1,50€ por meia dúzia de unidades) - esta, pára de repente e começa num apito infernal, como se eu fosse a maior gatuna do mundo e levasse "este e o outro" a apanhar o ar fresco, que se fazia sentir pela manhã, nas ruas da cidade.

 

O que aconteceu neste super, acabado de estrear, perguntais?

 

Pois que eu, tenho por hábito retirar o papel à volta das garrafas por onde bebo, de forma a saber que aquela é a minha garrafa - no intuito de não transmitir nenhuma doença a ninguém, como por exemplo, a "da perna partida" aos nove anos.

Vai daí, como não informei a excelentíssima máquina deste meu tão higiénico processo, ela, não reconhecendo a marca da água em questão, desata num inesperado berreiro, deixando-me queda, muda e com o maior sorriso e ar de "pouco inteligente" (só para não dizer, como o outro, extremamente parva) que alguma vez fizera na vida!!!

 

Lá chegou, então, a menina que me explicou a gafe em alemão e que eu percebi muito melhor do que a estúpida da máquina percebeu, apesar de eu não saber Keine (nenhum/nada) alemão!!! 

 

Ainda dizem que as máquinas podem substituir os homens na perfeição!

Os homens não sei!

Mas as mulheres... NUNCA!

 

Resumindo?

Tive de deitar aquela garrafa noutro lixo a ela reservado, mas sem receber keine (nenhum) euros ou um bocadinho deles, sequer, que se visse!

 

Assim sendo, vou avisando os interessados acerca das garrafas de água alemãs:

Se as "despirem", não valem nada! Elas só valem alguma coisa "vestidas"!!! 

 

Hoje - Passo por uma das lojas de roupa de casa mais in cá do sítio e reparo que, às onze da matina, está ainda mais apinhada de compradores (not "mirones") do que a própria feira de Carcavelos nas habituais quintas-feiras.

E porque sou como a bisavó paterna da minha filha que quando via muita gente numa loja entrava, porque "se é para elas também é para mim", entrei para ver, dar fé e etc e tal.

Ora pois, não sei bem porquê, estava tudo a saldar.

E a ver pelas filas na caixa, àquela hora, pensei* que deveria valer a pena. De facto!

 

Lençóis de 400€ a 250€, de 300€ a 199€, aventais de 50€ a 30€ e etc e tal que, de tão baratos, deveriam ser do mais reles que poderia haver.

Gente pobre!!!

Keine (nenhum) problem (problema)!

Por isso, sem que de tal me apercebesse, a minha atenção resvalou, automaticamente, para a montra de chocolates da loja ao lado onde comprei uma enorme tablette de chocolate negro que, para além de ter a grande capacidade nos "encher as medidas", satisfaz saudavelmente o coração de gente rica (ou de rica gente que é a mesma coisa) como eu!

Gente pobre!!!

*E a pensar morreu o tal das orelhas maiores que as minhas! PFF!!! 

Kein problem!!!

 

publicado por tresgues às 15:03
link do post | comentar

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds