Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

Não há condições

"Depois de um dia de trabalho, só lhes apetece ver as séries da Fox e comer bolachas." - quem o disse foi Marta Crawford. Sei-o, porque li aqui no i, altas horas da madrugada.

 

Desviando-me um pouco do assunto a que esta frase se refere, houve uma coisa diferente que me aconteceu nestas duas semanas anteriores, depois de um dia "pleno" de trabalho, para não lhe chamar outra coisa. É que, mesmo que me apetecesse ver as séries da Fox e tivesse muita fome das ditas bolachas, eu caía no sofá e dormia até ser dia. Ou não. Ou só até às cinco da manhã, o que ainda era pior. De tanto cansaço.

Ora, tendo procurado - neste sábado - num dos meus portos de abrigo, o silêncio onde durmo como se não houvesse mais nada para sonhar acordada, eis que, a partir das cinco da manhã, dou comigo na caça  à formiga - ANIMAL (!!!) -  que nunca vira por ali, e que me poderia ter tirado do sério. Poderia. Mas já não gosto tanto de me tirar do sério. A idade diz-me que não me faz nada bem à pele - e bem basta andar sem dormir convenientemente há meses, para que esse facto, pouco ortodoxo, aconteça.

Após a décima quinta formiga trucidada e já sem sono por ter chacinado um ANIMAL - que embora minúsculo - me pregou umas valentes "ferroadelas" nos braços, e não só, resolvo então ligar o computador. Resultado? Ligado. Com excelente sinal mas... pasmai! Sem conectividade contínua que lhe valesse! É melhor também não pasmarem muito, por causa das tais rugas de expressão que... vocês sabem.  

Agora já percebem porque razão não vi a goleada?

Não sei se é da maresia junto ao mar - que por sinal muito me relaxa - se é de não ter chegado Outubro, se é do ****** (digam bem alto as asneiras que souberem que eu até vos agradeço e dou razão.)

Ali nunca tivera nem moscas, nem melgas, nem osgas, nem ANIMAIS.

Ali sempre tivera conectividade contínua com o resto do Mundo.

Televisão? Ali nunca a vi muito bem, mas dava para o necessário que era precisamente não ver televisão. Pois, no sábado, esta resolveu não querer saber do canal 1, quanto mais mostrá-lo e... já não digo mais nada. Não vos quero stressar logo no início da semana.

 

Mas, já agora, para terminar e voltando ao primeiro parágrafo do post, e focando-me no título a que se refere o mesmo : "Não me apetece... outra vez. Quando a morte do sexo dita o fim da relação.", eu, que nada dormi de jeito esta noite, sugeria a escrita de outros artigos subordinados a outros temas. Isto, para o caso de amigas e familiares das formigas mortas virem à procura delas e eu, sem sono, ter com que me entreter o resto da noite, mesmo com baixa conectividade. Assim temas como: "Não me apetece... outra vez. Quando a morte do sexo, dita o início da relação.", ou "Apetece-me assim-assim. Quando... qualquer coisa." ou mesmo, "Quando o fim da relação dita a morte do sexo... Apetece-me outra vez." ou não...  Pensem noutros temas que vos aprouver  que eu já não tenho  mais cabeça para pensar.

Só vejo a formiga... no carreiro, uma a uma... e todas juntas. 

Quem me dera que a primeira tivesse caído ao Tejo e dissesse às outras, o mesmo  que esta:

 

 

Mesmo que ela avistasse outro carreiro, já lá deixei material para se entreterem. Todas. Brincamos? Até acho as formiguinhas muito amorosas. Mas estas? ANIMAIS!

E depois vim votar. Sim. É que eu ainda me lembro do Zeca Afonso.

Boa semana. ;)

publicado por tresgues às 09:49
link do post | comentar
comentários:
De João Silva a 29 de Setembro de 2009 às 12:53
São danadas as formigas!

Fez lembrar um elefante que todos os dias passava por cima de uma colónia de formigas e reduzia a pó todas as suas construções do dia anterior, pelo que as formigas tinham que reconstruir a sua cidade.
Certo dia as formigas decidem vingar-se, e sobem todas para cima de uma árvore.
Quando o elefante vai a passar, as formigas saltam todas para cima dele.
O elefante sente as formigas e sacode-se. Todas as formigas caem menos uma, que fica em cima dele.
Diz uma das formigas cá de baixo:
- Aperta-lhe o pescoooooço!







De tresgues a 29 de Setembro de 2009 às 14:27
Não conhecia! Só espero que não me aconteça o mesmo. É que o meu pescoço é um pouco mais fácil de apertar...
"Gracias". Adorei. ;)
De Bibia a 29 de Setembro de 2009 às 13:02
Temos noites assim, e nem precisam aparecer "ANINAIS"!
Mas o "Fifi"é um animal consciente, respeita bem a noite.Bjo
De tresgues a 29 de Setembro de 2009 às 14:33
É. Mas há umas certas osgas, igualmente respeitadoras, que só aparecem durante o dia para deixarem as pessoas descansar na paz do Senhor. Sortudas. Certas senhoras. ;)

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds