Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Gracias a la vida...

... que me ha dado tanto.

Meus amigos, contem - da vida - as coisas boas que tiveram até aqui.

Foram, com certeza, muito superiores às más.

Tão simples, quanto isso.

A passar por momentos conturbados?

Mudem-nos. Querer é poder... que diabo!

(Desculpem... mas apetece-me ralhar com quem não assim não pensa.)

A "vida maltratou-vos"? Aqui e agora, paguem-se da mesma moeda. "Maltratem", se for preciso. Mas ajam. Maltratem e ajam. Mas... contra os factos que vos levam a dizer que ela vos maltratou. A vida não maltrata ninguém. A vida é assim. Ela própria. Inocente. Genuína. 

E todos nós temos nela um papel. O principal. (Que bom!)

Não esperemos, pois, sentados. (A menos que saiba/consiga agir sentado/a...;) Não esperemos dos outros. A vida é nossa. Não a ponhamos nas mãos de ninguém. Todos a têm. Também. Muitas vezes, pior do que a nossa. Não!? Pois aí é que nos enganamos. Nem tudo o que parece é!

Depois, só a morte não pode ser mudada. E mesmo essa, com alguma atenção (não muita... sem grandes exageros ;) da nossa parte, pode ser adiada.

Tanta gente que luta por um rasgo de vida. Tanta força. Tanta garra. Tanto ânimo. E tudo o mais que a vida nos merece. E tudo o mais que lhe devemos. É aqui. "Não lá." Que nos cumpre encontrar a felicidade.

 

(Já agora, assim que puder, esqueça-se mais de si! Vai fazer-lhe bem. Pense no outro. Ele está lá. Com todos os problemas. Dele. Não precisa de "o ajudar". Viva com ele. Quando puder. E o outro deixar. Mas não diga "se quiseres vou"... "sabes que eu sou e estou"...  Seja diferente. Vá! Seja! Esteja! Sem dizer. Não precisa. E vai ser bom.  Mas - já agora, também - vá só quando achar que vai fazer alguma coisa de jeito. Que é capaz... Please!!! Nesse caso, a gente até agradece a boa vontade e Deus há-de recompensá-lo/a... mas não se incomode.  Ah... E não precisa de ir, ser, estar, todos os dias. Se for com vontade, às vezes, basta "só" uma vez por outra!;)

 

A vida?

Trata-nos bem. Nós é que "passamos por ela desconfiados" que não.

(Não concorda? Veja este vídeo, até ao fim.)

Que podemos fazer, então, e... apesar de tudo?

Como viu, dar-lhe graças. Alto e bom som.

(Ou mais baixinho. Se forem tímidos.;)

Mas dêem.

 

 

Recordando Mercedes Sosa.

Um beijo, Robert Enke.  

 

Quem sou eu para vos dar conselhos?

Sou a tresgues, às vezes de mau humor, às vezes também zangada com a vida. E nem sempre só com a dela. Mais ninguém. 

publicado por tresgues às 10:35
link do post | comentar
comentários:
De F a 17 de Novembro de 2009 às 20:21
Li tudinho, vi o vídeo até ao fim. Gostei, gostei muito do que li e ouvi. Quero expressar dois agradecimentos: o primeiro - por me apresentares esta voz maravilhosa, numa canção que adorei; o segundo - por me dares um "abanão" à alma com as tuas palavras.
Certíssima, minha cara amiga, em tudo o que escreve. A VIDA é para ser celebrada, sejamos os/as actores/actrizes no palco da nossa vida, o guiâo, a encenação, a produção e a prestação a cada um pertence.
Muitas vezes, deixamos passar ao lado momentos simples, mas não menos importantes. "GRACIAS A LA VTDA" por tudo e, porque posso, aqui, comentar.
Só vou contar uma "coisa" para quem não sabe, há quem colocando-se estrategicamente, junto à praia(sem querer) leva com uma onda e, fica toda molhada, o que diz -"que espectáculo!" ;)
De tresgues a 18 de Novembro de 2009 às 00:58
Minha cara F, ainda hoje me perguntaram por ti e, por outras palavras, dei conhecimento do que sei: "Melhor do que nunca"! Perguntaram-me: "Fisicamente?" Respondi: "Sei lá, acho que também... Mas estou a falar na mente... na alma!"
Se alguma vez precisaste de um "abanão", não sei. (Com excepção para o faz-te-ouvir... ;)
De resto, e definitivamente, "tás lá"! E sei que não deixas passar ao lado esses tais momentos simples, mas únicos, da vida de um de nós.

Essa "coisa" que contaste, como sou meia desbocada e porque adorei, já aqui a referi num comentário.
Espectáculo, mesmo! Ainda hei-de aqui mostrar o pouco do vídeo que consegui fazer... antes da onda me "bater"! ;)
BJ
De Anónimo a 17 de Novembro de 2009 às 23:06
para poderes agradecer á vida é preciso que a consigas viver com garra..com a fúria de um vendaval....e também com muito sonho.
...é preciso que se VIVA, e que não se Vegete!
Quem VIVE luta!
Quem VEGETA lamenta-se.
Não há paciência para essa gente ... coitadinha.
De tresgues a 18 de Novembro de 2009 às 01:22
Hum... Também gostei de "e também com muito sonho"! E... sonhar e pôr o sonho em andamento, normalmente, é meio caminho andado! ;)

Sendo certo que todos passamos por momentos menos bons, de desespero, de perdas - difíceis de ultrapassar para qualquer um - há, na verdade, quem demore mais tempo a olhar em frente. Não somos todos iguais. É certo. Mas, na verdade, o lamento que caracteriza tantos de nós, não nos leva a lado nenhum. Mas acontece uma coisa interessante (sem interesse nenhum): és mais "acarinhado"/bajulado, se te lamentas... do que o contrário. E há quem goste muito dessa suposta atenção (porque não passa disso mesmo) não vendo, infelizmente, que em nada lhe melhora a condição em que se encontra. Antes pelo contrário. No meu entender.
Tenha um dia de sonho, sr/a anónimo/a!
De João Silva a 17 de Novembro de 2009 às 23:41
"A vida?
Trata-nos bem. Nós é que "passamos por ela desconfiados" que não.
Que podemos fazer, então, e... apesar de tudo?"

tresgues,

Uma questão pertinente...

Há algum tempo, coloquei num dos meus blogs este video.
Com a seguinte interrogação: Para onde estamos a caminhar? (sociedade entenda-se).

"Quem sou eu para vos dar conselhos?"

Neste excelente post está uma grande parte da resposta!

Abraço.

PS: Estes temas deixam-me um pouco deprimido, pelo que nada melhor nestas alturas, assistir a um hilariante show, protagonizado pelos meus "amigos" da agremiação de Alvalade! http://www.youtube.com/watch?v=EnEubvovpMU divinal!!!
De tresgues a 18 de Novembro de 2009 às 01:39
Hoje ainda aqui estou a estas horas... só porque me entristeceu que este meu post deixasse os meus leitores habituais deprimidos. Não foi essa a minha intenção. :(
Eu também fiquei bem em baixo quando soube o que aconteceu ao R. Enke e vi as fotos finais, com todos os seus familiares e colegas. Este post foi assim como que uma descarga e um alerta, também.

Bom, mas depois de ver o vídeo, (que me fez rir), fiquei mais satisfeita de saber que esses tais leitores habituais, até conseguem, e muito bem, dar a volta à situação.

"Quando rimos, cortamos a torrente de pensamentos que nos inunda e ficamos serenamente no presente." (Lilia Abreu, socióloga e professora)
Acabadinho de ler mesmo agora numa revista. ;)

Abraço e um bom dia. Com muito Sei eu!
De grasena a 18 de Novembro de 2009 às 21:53
Adorei passar por aqui e ver e escutar a tua Primavera. (vídeo)
De tresgues a 19 de Novembro de 2009 às 10:00
O nome "grasena" fica engraçado!
O vídeo da Primavera... é como todos os vídeos que faço: são sempre interrompidos por alguma coisa ou por alguém! Não há condições de realização, nem produção... nem nada que o valha! (Quando o autor até é tão competente!!!)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds