Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015

Educação diferente. Porque não?

 

George Bernard Shaw é autor de uma conhecida frase que faz todo o sentido ser relembrada nos dias do Portugal de hoje: “As pessoas veem as coisas como elas são e perguntam: 'Porquê?'” Eu vejo as coisas como elas poderiam ser e pergunto “Porque não?” (...) Este tempo, em Portugal, é pois de perguntar “Porque não?” e não “Porquê?”. Não é, de forma alguma, seguro ou correto que a continuidade seja um valor absoluto e superior à inovação.  (...) Outro exemplo ainda é que o reforço das aulas de Português e de Matemática afunilou o currículo, retirando-lhe abrangência em termos de trabalhos de projeto, transversais e grupais, e reduziu a oferta de áreas essenciais para o desenvolvimento das crianças e jovens como, por exemplo, as expressões - Público.

“Porque não?”. Porque é que não é possível conceber, encorajar e desenvolver formas de Educação que estejam mais próximas do que nós achamos que deve ser uma boa Educação para todos? Sim. Uma boa educação para todos. Porque se a boa Educação for só para alguns, persistiremos nos modelos que nos conduziram até aqui. Educação sim, mas para todos e com sucesso. É este certamente o grande desafio para o próximo Ministério da Educação.

 

Desafio que, acho, não vai ser nem grande, nem pequeno. Simplesmente porque não há, nem vai haver. Com muita pena minha.

E as expressões, senhores? As expressões que tanta falta nos fazem para nos ajudarem em todo o resto?

Resto! Isso mesmo. É que se o que se chama a tudo o que resta... Para além de.

 

publicado por tresgues às 08:28
link do post | comentar | ver comentários (4)
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015

Bom dia

Bom dia. Bom fim de semana.  E bom dia de Halloween.

Faça como o Bininho. Divirta-se, mesmo que ache tudo uma parvoíce e/ou um pouco assustador.

 

P1011196.JPG

 

P1011194.JPG

 

 

O Bininho é um gato amigo que foi lá a casa da Fifi descansar, enquanto os donos foram de férias... descansados. Acho eu. Mas ele, apesar de estar sempre em modo Halloween, com brincadeiras de meter medo ao susto, e a nós, lá se ía divertindo. E nós também, claro.

 

publicado por tresgues às 09:35
link do post | comentar
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2015

As escolhas de tresgues

Comparações com interrogações. 

 

1 - O que têm em comum Valéria Prokopenco - candidata a presidente da câmara de Odessa - e Joana Amaral Dias?

 

2 - E se o ruído dos volkswagens - só a título de exemplo, vá - pode afectar os humanos, sabia que o ruído dos navios pode afectar o desenvolvimento do...  bacalhau?

 

3 - Qual comia mais depressa, o ovo cozido de gema amarelinha ou o de gema esverdeada

 

4 - Pela sua saúde, já hoje contou as pintas do seu braço direito? São mais de onze?

 

5 -  Não preciso perguntar, penso eu... de que, a diferença entre ser "vaiado" e "glorificado", pois não? Ajuda: «Nunca voltes ao lugar onde já "fostes" feliz».

 

6 - E nem pergunto se sabe as diferenças entre um tal "líder de uma seita" e um tal Sr. Presidente da República. 

Já agora - e nada de comparações - sabe o que é "uma despudorada expressão de ambição desmedida pelo exercício do poder"?Hum? 

E diferenças entre as nossas esquerdas e as nossas direitas? Hum?

 

Bom domingo e bom sábado.

E resto de boa sexta.

 

publicado por tresgues às 12:36
link do post | comentar
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015

Coisas da vida política

A capa do dia?

A capa do jornal Público com aquela fotografia e aquelas expressões.

E três expressões valem mais do que três palavras.

 

PS: Parece que Passos até está a falar mas, no momento, tem a boca fechada.

 

publicado por tresgues às 11:15
link do post | comentar
Terça-feira, 20 de Outubro de 2015

Fifi, o calhandreiro

Peço desculpa, Fifi.

Fifi, o bisbilhoteiro ou Fifi, o coscuvilheiro - assim é que é.

É que fiquei a saber, hoje, o verdadeiro significado de calhandreiro. E Fifi não recolhe nenhum dejecto, não o coloca em nenhum calhandro e, apesar do Tejo ali tão perto, estou convencida que ele não sabe onde fica. 

Posto isto...

Fifi quer sempre falar ao telefone com toda a gente que me liga.

Quando não o deixo dar beijinhos no telefone ou falar lá p'ró outro lado, fica assim, meias horas em cima do meu joelho a "calhandrar" a conversa toda.

Ou será que ele só quer conversar um pouco e fica, assim, meio triste... Com aquela cara de mete dó... Muito triste!

Até já estou com pena.

Fifi, desculpa!

 

P1011284.JPG

 

P1011283.JPG

 

P1011278.JPG

publicado por tresgues às 10:14
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2015

As escolhas de tresgues

Sobre:

1 - Mulheres - "de Maria de Ninguém para Maria pra Belém" - Visão.

"Comecemos pelo princípio. Maria de Belém nasceu no Porto, em julho de 1949, numa família tradicional, de mulheres fortes. A bisavó materna enviuvou cedo e teve de fazer pela vida. A sua avó, de filhas criadas, deixou o marido no Porto e instalou--se numa quinta, em Vila Real, onde todos passariam férias. A mãe, que tocava piano e falava francês mas não se licenciou (ao contrário das irmãs), educou os filhos para a autonomia e independência financeira. (...) "Filha minha que chegue aos 17 tem de ir para fora de casa para conseguir afirmar-se."

Muito bom. Apoiado, Sotôra. Mulheres fortes, sim. E até podem ser pequenas.

Mas portuguesa que se preze não acha. Acha que não. Nunca. E acha que tem razão. Porque a família deve ser unida, vulgo, sempre juntinha, ali. Se não, meus amigos, são pais e mães que só sabem despachar os filhos, pra ficarem no "bem bom"...

Como é que se escreve mesmo "bem bom", é assim, separado, com tracinho ou juntinho?

 

2 - Homens - "Fãs querem despir Mortágua" - CM.

"Petição online deseja ver Mariana na Playboy."

Ora, se a Plaboy já não vai ser o que era, querem ver o quê, homens? Penso que a maioria das assinaturas deve ser de homens. E como não atingem mais... ficam-se pela única coisa que lhes dá alguma...  

Como é que se escreve mesmo cultura, é assim,ou "coltura"?

 

3 - Pais -  "Pais "congelam" filha na esperança de fazê-la renascer." - JN,

Também gostava. De ser congelada... pela minha filha. E se já há quem congelou os seus cães e gatos, levava o Fifi comigo. Somos dois génios. E os génios têm de se "criogenar". Crio - "de eu queria"; genar - continuar a ser um génio. Quer dizer uma "gena"... quero dizer uma "génia".

Como é que se escreve mesmo criogenia?

 

4 - Animais - "Gatos podem provocar doenças mentais?" - Sábado.

Só me faltava mais esta.

Como é que se escreve "só tenho coisas que me ralem?

 

5 - Carros - "Volkswagen pede desculpa aos clientes portugueses em anúncio." Dinheirovivo

Volkswagen pede desculpas aos clientes portugueses em anúncio - Dinheiro Vivo

"Recentemente, cometemos um grande erro: quebrámos a sua confiança. Durante 60 anos contou com a nossa fiabilidade. Sempre que comprou um dos nossos carros, acreditou em nós. Ainda assim, desiludimo-lo. Agora mais do que nunca sabemos que as ações valem mais do que as palavras. Asseguramos que vamos resolver o problema de todos os clientes afetados. E não vamos descansar enquanto não recuperamos a sua confiança"...

Sim sabemos. As desculpas não se pedem. Mas, uma vez descobertas as asneiras, é de gente este acto público. Será que alguns portugueses, e/ou outros, não são gente? É. Devem ser mais como aqueles animais ali de cima que provocam doenças mentais.

Como é que se escreve mesmo Salgado, por exemplo? Vem de sal - sabor amargo, né? - mais gado, não é?

 

6 -  Futebol -  E as capas dos jornais desportivos de hoje vão para... Adivinhem

Vou continuar a gostar de futebol

E do desporto em geral.

Mas nem me dá vontade de fazer lol

E só me dá vontade de dizer mal.

 

Bom sábado e bom domingo.

publicado por tresgues às 09:33
link do post | comentar
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2015

Música na minha cabeça

Andam a dar-nos tanta música nos últimos dias (telejornais, noticiários, etc.) que eu já tenho música - fixa e bem formada - na minha cabeça. E, assim, os meus cabelos quando caem até formam uma clave de Sol:

 

1- aqui está

P1011287.JPG

2 - para melhor visualização

P1011285.JPG

  3 - original - no lavatório

P1011288.JPG

 

PS1: Sim, caem às dúzias, mas felizmente ainda tenho q.b.

PS2: Sim, dantes, antigamente, há muito pouco tempo (vá), o meu cabelo era liso.Coisas da vida.

PS3: Sim, coisas, pormenores que só eu vejo... ao contrário. :)

 

publicado por tresgues às 10:55
link do post | comentar
Segunda-feira, 12 de Outubro de 2015

Politicamente falando

Ou não.

Nem tudo o que parece é.

Andava eu na continuação das minhas arrumações anuais, rasgando papéis atrás de papéis, quando dou de caras com este sugestivo anúncio que me colocaram em tempos na caixa do correio.

 

P1011289.JPG

 

Como é evidente, ocultei o número de telefone. Se calhar o António Costa, o das mudanças, gostava. Não sei.

Tinha-o guardado, lembro-me, para o colocar aqui, por graça, na altura das eleições.

Esqueci-me.

E não é que António Costa, o das eleições, volta a estar na onda das principais notícias diárias do país? Exemplo: António Costa reúne-se com Catarina Martins para tentar aprender como é que se ganham votos. - O IPúblico.

 

PS: (Post Scriptum 1) - Se as mudanças são boas, não sei.

Se o pessoal é especializado, também não posso confirmar.

Nunca experimentei.

 

PS: (Post Scriptum 2)  - E assim, deduz-se que há dois Antónios Costas: o António Costa das mudanças e o António Costa das eleições. Será, ou não será? Ou será o mesmo?

 

publicado por tresgues às 09:05
link do post | comentar
Sexta-feira, 9 de Outubro de 2015

As escolhas de tresgues

1 - Nem sabia da polémica de JRSantos com AQuitanilha.

Só tenho coisas que me ralem.

O jornalista já se justificou. Pediu desculpa em directo. Errar é humano.

Se o AQuintanilha não fosse o que é estava o assunto encerrado, certo?

Sempre gostei de si Dr. Quintanilha, vá lá...

 

2 - E já estamos lá, Portugal.

Sempre gostei do Sr. João Moutinho.

 

3 - A nova moda em Espanha é dançar para conquistar votos. Veja os vídeos.

Vários estudos comprovam a eficácia da dança em muitos aspectos. Falta neste, das votações.

E diz que, "quem dança é muito mais feliz". Assim, se não ganharem sempre ficam mais felizes. Mais felizes do que aqueles que ganham não sei, mas mais felizes do que aqueles que perdem, é possível.

Sempre gostei da (Srª) dança. 

 

4 -  Afinal as formigas também são preguiçosas, diz estudo.

Ainda bem. Pois eu ainda não tinha percebido porque razão ter preguiça depois de muito trabalhar seria, assim, tão pecaminoso. Já aqueles que pouco trabalham ou nada fazem... E ainda têm preguiça... Bem...

Eu cá sempre gostei da (Srª) preguiça. Então depois de almoço, devia ser obrigatória.

 

Adenda: Mas, a certa altura, diz o estudo: “É também possível que as formigas inactivas estejam a ser egoístas e evitem as tarefas mais perigosas enquanto usam os recursos da colónia para investir na sua reprodução.”

Só tenho coisas que me ralem. É que é tal e qual como alguns humanos que conheço!

 

5 - E aqui estão meia dúzia de cenários para sair da crise. Pode escolher.

São eles, assim, quer À frente, quer p'ró lado ou p'ra trás:

1) ligado à máquina; 2) maioria de esquerda; 3) passa culpas; 4) assalto da esquerda; 5) bloco central; 6) iniciativa presidencial.

Mas de qual eu gosto mais? Da (Srª) p'rá frente, da p'ró lado, da p'ra trás?...

Ralações!

 

6 - Dependência de memória digital, está a prejudicar memória humana, diz estudo.

Vou-me já embora.

 

Adenda: E embora eu sempre fosse perita em trocar palavras, agora esqueço-me com mais frequência das mesmas. Mas sei traduzi-las tão bem, que as pessoas dizem em segundos, a palavra certa. Ainda há pouco, acabada de acordar, não me lembrava da palavra "candeeiro". Traduzi: "Aquela coisa que está lá no tecto e dá luz"... Respondem logo: "Candeeiro"! Claro. E outro dia, ainda me saí com mais uma novidade: "Quando fui operada (ao tornozelo) e estava deitada na "marquise"... Sim, porque as outras pessoas são operadas numa marquesa, mas eu gosto de pertencer ao povo e sou pouco dada a coisas da realeza. E uma marquise sempre é uma coisa mais fresca e tal... Bem, também é coisa de presidentes da república, mas isso agora não interessa nada.

publicado por tresgues às 09:26
link do post | comentar
Terça-feira, 6 de Outubro de 2015

Cenas quotidianas

Ou seja, cenas mais para o lado do nocturno, ou seja, cenas "nocturnianas".

 

Eu a dormir. A minha sala. A minha televisão acesa.

Acordo. Dou de caras com aquelas falas nocturnianas do presidente do Sporting. Mesmo quando ele está a começar a "brilhar". Nem acredito no que vejo. Nem no que oiço. Mas é este o pessoal que temos no futebol, no desporto?

Não devia.

Nem no futebol. Nem no desporto.

 

Ao que parece o Sr. também dá "umas camisolitas", também "põe lá um comer" e uns "fisioterapeutas se for preciso". Mas isso... "prontos"... Chega.

Vou ali e já venho. Mais? Era dar demasiada importância as estas "cenas nocturnianas". 

E fora de horas. Graças a Deus. Pelo menos.

publicado por tresgues às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (4)

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.links

.subscrever feeds