Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Cenas quotidianas

1 - Às vezes, acontecem-me coisas.

     Assim:

 

a) Hoje, numa caixa de multibanco, pretendo actualizar os movimentos de conta. Ao ver a palavra "CONSULTA", penso, assim de repente, para logo depois achar que preciso de me tratar e marcar (mesmo) uma consulta.

- Olha, agora já marcam "consultas" (médicas) no multibanco.

 

Mas logo a seguir, lembro-me desta, ocorrida há mais de dez anos e penso, cá p'ra mim que isto já não tem cura:

 

b) Ao entrar numa pastelaria pretendo (eu pretendo sempre qualquer coisa, estão a ver, se não, não entrava) comprar uma garrafa de água natural. Mas, logo de repente, tal como hoje, penso: "NATURAL"? Devo estar a fazer confusão. Eu quero é referir-me à temperatura de dita (cuja). E vai daí, inteligente como sou, peço, alto e bom som:

 - Olhe por favor, é uma garrafa de água normal.

Ao ver a cara de pouco inteligente da menina, observo-lhe (sim, que eu gosto de transmitir os meus sentimentos):

- À temperatura normal. Não quero fresca, tá a ver?

Notando a cara da menina cada vez mais boquiaberta, continuo o esclarecimento que me compete:

- Então a água não é, ou não deveria ser, toda natural?

A menina consentiu, assentiu, mas ainda assim com uma cara desconfiada.

Não sei porquê!

 

PS: Não sei o que me leva a estas interrogações repentinas. 

      É que não me dão tempo de pensar.

      Estranho. Muito estranho.

      Estou a precisar de praia.

      Benfica! (Algum esclarecimento?)

publicado por tresgues às 14:06
link do post | comentar
comentários:
De Margarida a 10 de Abril de 2014 às 15:28
Pois que essa coisa de pedir água natural já tem dado que pensar a muita gente - nomeadamente a que está atrás do balcão, que confunde natural com o ser água sem gás. E lá tenho eu de explicar que estou a falar da temperatura. ;-)
De tresgues a 11 de Abril de 2014 às 09:19
Hum... Ainda bem que não sou só eu.
Estou mais descansada ;)
De fanã a 11 de Abril de 2014 às 13:51
Do que se lembra!!!
Consultas por multibanco? Nunca marquei, será que se pode?
Ontem ouvi esta e logo pensei na minha caríssima irmã, aqui vai:
Estava eu à espera, precisamente para marcar uma consulta e duas senhoras ao meu lado falavam das mazelas da vida.
Uma - Todos dias eu caminho um pouco mesmo com dores, não podemos ficar paradas, temos que nos mexer.
Resposta da outra - Eu também me mexo, mesmo com dores eu não fico parada e eu tenho sempre dores, não paro de me doer.
De tresgues a 12 de Abril de 2014 às 01:24
A-doooo-ro essas pérolas ouvidas ao acaso.
Tem uma certa poesia : "não paro de me doer".
Já apontei.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds