Sexta-feira, 21 de Março de 2014

Poesia

I

Diz-me se aos anjos roubaste

Esses cabelos, esse doce olhar

Esses lábios com que os meus queimaste

Esse jeito meigo de me amar.

 

II

Podes crer que se o talento da pintura

As minhas mãos inábeis têm dotado

Eu faria de ti, gentil criatura

Mais do que fez Lisa, Leonardo.

 

III

Pintaria a juventude bela e inocente

Que o tempo ao teu corpo há-de roubar

E faria dela um monumento.

 

IV

Um monumento,

Que o tempo louco não destruía.

E que até Deus, para Vénus

Um igual invejaria.

 

(A.F.)

 

 (Vénus, estátua)

 

Poeta, amor, os dois, só um, nenhum?

Foi bom. Valeu a pena. Foi poesia.

Por que não relembrá-lo neste dia?

 

Bom fim de semana.

publicado por tresgues às 09:54
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds