Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Só professor?

Aos que começam hoje.

Aos que ainda não começam hoje.

 

O que é um professor?

Um professor é um educador.

Só? 

Antes de mais - e cada vez mais - ele é um psicólogo, um sociólogo, um assistente social, um relações públicas - não de vinte e tal crianças, que essas são o melhor que acontece para qualquer professor que ame a sua profissão - mas de, quantas vezes, vinte e tal pais, vinte e tal mães, vinte e tal padrastos/madrastas, vinte e tal namorados de mães/pais, fora as avós, os avôs, etc., e tudo o que isso acarreta para uma criança. 

E depois, não há maneira de transmitir conhecimentos sem que aquelas cabecinhas tão sensatas e tão sinceras fiquem em paz consigo mesmas, para que possam estar disponíveis para um tão grande prazer na vida, como é o de aprender. De adquirir conhecimentos. E como elas gostariam que isso acontecesse.

Os professores são, ainda, escriturários, gestores, animadores socioculturais (e não só), etc.. Para não me alongar, fico por aqui. E tudo isto, para dizer que este trabalho é como outro qualquer (acrescento, só, que acho que há piores profissões, até porque para mim não há melhor do que lidar com crianças) mas gostaria de vos ver com uma turma inteira diante de vós. Só uma semana. Até podia ser daquelas turmas com meninos "mais bem comportados". Seja lá o que isso for. Agora. Com o dever de ensinarem e educarem.  Até vos retirava as reuniões, as escriturações, as gestões, os papelões, etc..

A sério. Gostava.

Hoje, mais do que professor, e antes de tudo, para mal dos mesmos e grande mal das crianças, os professores têm de ser os tais de que vos falei ali em cima. E, depois, lá diz o ditado: Para educar uma criança é preciso a aldeia inteira. E a aldeia (inteira) não tem estado disponível.

E os professores começam a ficar sem tempo para fazer o que os outros acham -  - que eles fazem.

E é desgastante, ao fim de um ano, dois, vinte, trinta, um professor considerar que não cumpriu devidamente a função que se propôs abraçar. (Se lhe deram essa feliz oportunidade de a poder abraçar, claro.)

 

Se estão a ler isto, algum professor tiveram.

Bom ou mau, mais ou menos capaz, cumpriu.

Respeitem-no. Mesmo que não seja a pessoa que mais amem no mundo.

 

 

 

Bom ano para todos os professores com trabalho.

Muita força para todos os professores que ainda não começam hoje.

 

PS: Este post também era dos que já estava ali guardado há algum tempo. Hoje foi o dia. Com as devidas actualizações, claro. 

Boa semana. 

publicado por tresgues às 10:43
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.posts recentes

. Em...2016...

. Boas-Festas

. Não!

. O meu pica do sete

. As escolhas de tresgues

. Cenas quotidianas

. Coisas da vida

. As escolhas de tresgues

. As escolhas de tresgues

. Fifi, o malabarista

. Educação diferente. Porqu...

. Bom dia

. As escolhas de tresgues

. Coisas da vida política

. Fifi, o calhandreiro

.arquivos

.links

.subscrever feeds