Quinta-feira, 12 de Novembro de 2015

Fifi, o malabarista

 A última de Fifi

Estando eu a estender roupa dentro de casa, devido ao mau tempo que se fez sentir há uns tempos atrasados (sim, porque já estamos, de novo, no Verão), eis que Fifi, julgando-me muito atenta ao meu trabalho e muito pouco ao seu, começa a saltar de "corda em corda", a uma "altitude considerável" - qual destemido malabarista circense.

Engana-se.

Vou buscar a máquina e começo a filmá-lo pensando eu que ele está desatento ao que faço.

Engano-me.

 

 

PS1 - Ainda vai parar num qualquer Circo de Natal. Se eu deixar, claro.

PS2 -  Repeti o vídeo sem querer. Não me apetece editá-lo. Representa, até, muito melhor o que ele faz constantemente até que não o mande embora. Será que ele acha que me está a ajudar? Que querido!...

 

 

publicado por tresgues às 11:28
link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013

Uma curta em 24 horas

Em tão curto espaço de tempo, também não podia ser comprida.

Mas foi cumprida. E bem. Foi premiada. Por mim.

Parabéns, Rafa, que já ganhou um Contratempo, e restante equipa.

Votem em https://www.facebook.com/PTBluestation/posts/356364067812056, até 4 de Março. 

 

Ao Fundo- Videorun Restart PT Express 2013:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentem. Ou votem. Ou recomendem. Ou não. Ou digam mal. Mas, aqui, sobre tudo nestas condições, as pessoas podem (e devem) manifestar-se.

Muito boa tarde. 

 

Adenda: E esta já ele GANHOU! PARABÉNS!!!

publicado por tresgues às 16:21
link do post | comentar | ver comentários (8)
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

"Rio"

Não me perguntem a idade.

Mas acho que vou adorar ver este filme:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa semana para todos.

 

PS: Não esqueçam:

Se até as araras conseguem...

publicado por tresgues às 08:36
link do post | comentar | ver comentários (5)
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

"Contratempo"

É este o título do filme que venceu o Concurso de Curtas-Metragens Cannon, integrado no Estoril Film Festival 2009. Foi realizado por alunos da licenciatura de Vídeo e Cinema Documental da ESTA.

Já aqui devia estar desde o ano passado, mas só este ano tive acesso ao link.

Contatempos acontecem muito comigo.

Um dos alunos é o Rafa, (Rafael) o meu produtor preferido, aquele com quem "trabalhei" ;) lembram-se dele? E o Telmo que colocou o vídeo no youtube é só mais um dos meus produtores preferidos. (Eu sou assim e não faço a coisa por menos.)

Deliciem-se como eu.

Parabéns a todos!

(Mesmo aos que não conheço. Já sabem que são os meus preferidos, não sabem?)

 

PS: (aos leitores) Podiam dar a vossa opinião. Até vos ficava tão bem!...

(Se não for um "contratempo", claro.)

publicado por tresgues às 11:02
link do post | comentar | ver comentários (6)
Quarta-feira, 11 de Março de 2009

O Leitor

Então foi assim:

 

  FILME - O Leitor

  CINEMA - Lusomundo, Vasco da Gama

  HORÁRIO - 21,20h

  TEMPERATURA LOCAL - Agradável

  AMBIENTE - Mais ou menos descontraído

 

OBSERVAÇÃO DA REALIDADE ENVOLVENTE:

1 - Uma pessoa desconhecida, ao nosso lado, chorava que dava dó;

2 - Uma outra, comia pipocas, rebuçados, revoltava-se na cadeira, citava pensamentos que até  rimavam e exclamava no intervalo:"Vou dizer ao meu filho que venha ver o filme. Ai vou, vou!";

3 - Uma outra, dormiu muito pouco. Diz que gostou;

4 - Outra, sussurou-me duas vezes:"No livro não era bem assim!";

5 - Outra saíu a dizer: "Acho que a vida de qualquer um dava um filme tão bom como este. Todos temos um leitor. O meu é de cassetes. E o vosso?"

 

E eu, que até queria ver um filme que me fizesse rir (nunca mais é), tudo me levou a isso!

PS: Os outros dizem Lissabon (Lisboa) e Oporto (Porto).

       Nós dizemos Heidelberga (Heidelberg).

       Não me compete dizer mais nada.

       O filme recomenda-se. 

       E não é para rir.

       (Imagem CinemaPTGate)

publicado por tresgues às 09:10
link do post | comentar
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

A vida a andar para trás...

"A vida seria infinitamente mais feliz se pudéssemos nascer aos 80 anos e gradualmente chegar aos 18". (Mark Twain)


Foi esta a frase que inspirou o conto de F. Scott Fitzgerald, no qual se baseou o filme "O curioso caso de Benjamin Botton".

 

Woody Allen tem a mesma opinião: "Na minha próxima vida quero vivê-la de trás para frente. (...)."

 

No entanto, "A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás; mas só pode ser vivida olhando-se para a frente."(Soren Kierkegaard)


E  se nascessemos com 80? 

Compreenderíamos melhor a vida aos 18?

Será que todos têm razão? 

Se puder, veja o filme e tire as próprias conclusões.

Com Brad Pitt, Cate Blanchett e Julia Ormond nos principais papéis, excelentes interpretações, nomeado para vários prémios e dirigido por David Fincher - foi este o último filme que vi.  

 

publicado por tresgues às 10:40
link do post | comentar | ver comentários (9)
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

First and "Second life"

First Life - A minha. Como é evidente.

 

Na consulta de oftalmologia, não sei dizer que idade tenho, até que a médica me pergunta com vontade de rir disfarçada: -"Vá! Nasceu em que ano?"

Só tenho coisas que me ralem.

Mas eu explico.

Imaginemos que eu tinha quinze anos (e picos). Quando me perguntavam a idade, "passava a vida" a dizer que me faltavam catorze anos e (tantos) meses, para ter trinta anos

E, assim, "passava a vida" a descontar os meses que me faltavam para ter os tais trinta, esquecendo-me, com frequência, e por este motivo, da idade real.

E depois, convenhamos...

É tão giro ver a cara das pessoas ouvir falar nos "trinta" e eu ainda não os ter... Nem parecer.

Experiência que, quando lá chegar, (aos trinta) poderá não se repetir.

Experimentem que vai valer a pena!!!  

 

Second Life - A dos outros. A do cinema.

 

Como a consulta, desta vez, não terminou à meia-noite, resolvemos ir ao "sonoro" - (para os mais novos: cinema, antigamente).

E que saudades, destas segundas-feiras de cinema!

Mas não foi toda a gente do costume, porque "a coisa" foi resolvida na hora.

Bom, convenhamos, também... Quem me conhece sabe que eu gosto (é mais "adorar") destes programas (bons) de última hora, que a vida nos permite. (Os maus não aparecem também assim? E ninguém gosta desses... Há dúvidas?)

Chegados ao "sonoro", e após breve entrevista filmada (coisa que me acontece a toda a hora, c'horror!) acerca das minhas expectativas sobre o Second Life e quais as motivações que me levaram a ir vê-lo, entrámos.

Mas eu explico.

Como sempre, aliás, eu tenho de salvar a "honra do convento" e dar todas as entrevistas.

Possíveis e imaginárias... Sei lá!!!

Porque, quem me acompanha, é tão "fino", tão "fino", que não se vê nesses papéis de "gente pobre que só quer é aparecer".

Só tenho coisas que me ralem.

A gente pode trabalhar e aparecer...

Porque há os que querem só aparecer e, ainda, os que nem sequer trabalham e... Nem aparecer, querem. São os chamados "nem lá vão nem fazem nada"... Pfff...

E depois, aquele trabalho (de entrevistadeiro), é um trabalho digno, de gente digna.  Espero...

Adiante.

E falo nisso, agora, aqui, para pedir desculpa (aos entrevistadeiros) de não dar o meu depoimento à saída, como combinado, porque havia pessoas com muita pressa... Com assuntos urgentes a tratar, como ir dormir... Por exemplo.

E, por outro lado, já havia outros a responder às questões pretendidas. Ponto final.

Quanto ao filme?

Gostei. Acho que gostámos todos.

Estava à espera de um filme light e não é.

Dá que pensar, até. Mantêm-se as expectativas até ao final.

Boa música. Pena fazer-se ouvir pouco.

Interpretações de "boas" a "razoáveis" - porque pequenas... Talvez. 

Mensagem para o Malato e Rui de Carvalho: "Gostava de os ver aparecer mais no filme."

As personagens assentavam-lhes que nem uma luva.

Aspectos negativos?

Algumas letras não se conseguiam ler porque sendo brancas, não se destacavam dum fundo, muitas vezes, claro. (Seria da nossa vista?)

Algumas vezes, ficámos com a cabeça à roda. (Seria da nossa cabeça?)

E já agora...  Nem tudo que vai "lá para fora" mistura o português com  o inglês.

(Só às vezes... Na brincadeira.)

 

Vão ver. Digam bem ou mal. 

PS: Voto numa Second Life para o (Mister) Rui de Carvalho viver aquela curtida personagem ;) 

 

publicado por tresgues às 09:36
link do post | comentar | ver comentários (9)
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Mamma mia!

 

Sendo ou não, como já lhe chamam, a comédia do ano, adorei...

 

Ri-me, emocionei-me q.b., dancei e cantei sentada.

O grupo que me acompanhava reviu-se em muitas das cenas e eu noutras tantas.

 

É claro que alguém (não eu) se identificou, a ela própria, como Meryl Streep.

Essa deixou-me que pensar. Porque seria? Só por ser loira? Hum...

Afinal, acabámos todos com vontade de ir à Grécia, ou não?

 

Na sala, o filme terminou e ninguém se levantava do lugar, até que um, mais corajoso, o fez e começou, então, tudo a sair... com muito pouca vontade...

 

Que bem foram Meryl Streep, Pierce Brosnan e Colin Firth.

E que bem canta Meryl Streep!

 

E não é que, nalgumas cenas, perante tremendas gargalhadas, todo o nosso grupo se virava para mim!

Não me perguntem que eu cá não sei porquê!

Vamos lá... Eu sei que "aquilo" dos saltos altos... Eu sei que adoro dançar... Eu sei que danço tão bem como ela, claro! Mas... Enfim... ;)))

 

 

Vejam.

Eu só recomendo o que vale a pena! 

publicado por tresgues às 17:52
link do post | comentar | ver comentários (2)

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Fifi, o malabarista

. Uma curta em 24 horas

. "Rio"

. "Contratempo"

. O Leitor

. A vida a andar para trás....

. First and "Second life"

. Mamma mia!

.links

.subscrever feeds